Pixel do Facebook
Close

16 de abril de 2018

Tipos de frete: qual a diferença entre CIF e FOB?

cif e fob

Se você precisa fazer o transporte internacional de mercadorias, é essencial saber a diferença entre CIF e FOB. Ambas as siglas são usadas para indicar modalidades de transporte com diferentes responsabilidades pelo pagamento.

No caso do CIF (Cost, Insurance and Freight ou custo, seguro e frete, em português literal), os trâmites logísticos do pagamento são feitos pelo fornecedor. Outro ponto importante é que, nessa modalidade, a mercadoria só é considerada entregue quando está em posse do comprador.

Já no FOB (Free on Board, ou livre a bordo, em português literal), quem se encarrega dos trâmites logísticos e efetua o pagamento é o próprio cliente. Além disso, as mercadorias já são consideradas entregues quando colocadas no navio.

Ambos os contratos de transporte internacional são válidos para deslocamentos marítimos. Cada um, seja o CIF ou FOB, possui suas vantagens e desvantagens, e é essencial que você saiba exatamente qual escolher na hora de despachar ou importar produtos.

LEIA MAIS: Soluções logísticas: como identificar o parceiro ideal?

Qual a melhor opção entre CIF e FOB?

CIF e FOB são modalidades de transporte muito utilizadas. Cada uma possui suas vantagens, por isso a melhor opção irá depender do tipo de demanda do cliente.

CIF

Nessa modalidade é o fornecedor que assume todos os riscos. Ela é ideal para empresas que podem desembolsar um pouco mais com o deslocamento de mercadorias. Isso porque ele custa relativamente mais que o FOB.

FOB

Nesse caso, é o próprio comprador quem assume todos os riscos. Apesar de custar mais barato, é preciso ter em mente que as obrigações do fornecedor terminam quando ele coloca os produtos no navio de embarque.

Por que é importante saber a diferença entre CIF e FOB?

Tenha em mente que a modalidade de entrega de mercadorias irá interferir diretamente na sua negociação. Além de terem custos diferentes, as opções também têm suas próprias características.

Saber a diferença entre os tipos de frete também é essencial para que você consiga fechar um contrato mais seguro e vantajoso. Lembre-se que dependendo da alternativa escolhida, a margem de lucro dos produtos será maior ou menor.

No Brasil, a grande maioria das mercadorias importadas utiliza o CIF. Ou seja, o fornecedor fica encarregado de todos os custos até a chegada dos produtos no local de desembarque escolhido pelo comprador. Entre os custos se enquadram:

  • Seguro da mercadoria;
  • Taxas de embarque;
  • Custos com mão de obra para o carregamento do navio;
  • Possíveis danos causados durante o percurso.

Não é à toa que essa é uma das modalidades mais escolhidas pelas empresas brasileiras. Contudo, é preciso sempre ter em mente que ela possui um custo maior.

É possível rastrear os produtos despachados por CIF e FOB?

Uma das medidas de segurança que você deve sempre tomar antes de contratar uma transportadora é verificar a possibilidade de rastreamento. Dessa maneira, ficará mais fácil monitorar todo o processo de deslocamento das mercadorias.

Contudo, fique atento às taxas que podem ser cobradas. Muitas transportadoras oferecem esse tipo de comodidade, mas não são todas que as incluem no valor total do frete.

Por conta disso, vale a pena pesquisar bem antes de contratar esse serviço. Avalie todos os pontos: tempo para envio; possibilidade de monitoramento da entrega; valor do serviço; se existe seguro sobre a mercadoria etc.

CIF e FOB são excelentes contratos de transporte. Vale a pena fazer um levantamento com calma, e, assim, escolher a opção que se encaixe melhor com o seu negócio.

One Comment on “Tipos de frete: qual a diferença entre CIF e FOB?

Renato souza
29 de maio de 2018 em 06:16

Excelente artigo..

Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *